Cidade velha e castelo de Ourém

Ourém, cidade do centro de Portugal, é uma pequena cidade muito linda. Quando eu fazia o trajecto da casa dos meus pais em Pombal até o meu politécnico em Tomar, eu tinha que passar por Ourém. O que impressiona mais quando se chega de carro pela nacional 113 a Ourém, é o castelo. O castelo é visível de muito longe, ele domina toda a região, dominante e orgulhoso. Nunca lá tinha ido, aproveitei as férias para até que enfim visitar esta obra prima da arquitetura medieval..

Torres do Castelo de Ourém. Wikipedia
Torres do Castelo de Ourém. Wikipedia
Castelo de Ourém, vista geral. Wikipedia
Castelo de Ourém, vista geral. Wikipedia

A “Vila Nova de Ourém” transformou-se em “Cidade de Ourém” em 1991. Este titulo honorifico é o simbolo do dinamismo da cidade, uma das mais importantes da região doravante. Antes do século 19, a cidade estava limitada às casas que estavam perto do castelo, lá em cima do monte. Foi em 1841 que a câmara municipal passou desta cidade velha ao vale, a parte nova da cidade actual. A distinção é muito clara entre as “duas” cidades, claramente separadas, já que o monte tem um declive demasiadamente pronunciado para que se possa lá construir com facilidade. Esta caracteristica protegeu a cidade velha, que respira ainda o antigo, quase intacto. É um verdadeiro retorno ao passado quando se passeia pelas antigas ruas de Ourém. Mas não vá pensar que a cidade está ao abandono: ela nunca deixou de ter um forte dinamismo, e é sempre habitada. Por exemplo, ouvi musica nas ruas, a banda filarmonica da cidade estava a repetir…

Eolicas no horizonte
Eolicas no horizonte

A vista incrivel que temos lá de cima sobre a região permite distinguir muitas éolicas nos montes lá longe no horizonte. Estas eolicas estão um pouco por toda à parte na região de Leiria: há já bastante tempo que Portugal aposta nas energias renovaveis para se fornecer em electricidade. Visto de longe, até as acho bastante esteticas (de perto, muito menos…).

Vista panorâmica da cidade velha

Vista panorâmica da cidade velha

Antigas casas da cidade velha

Antigas casas da cidade velha

Talvez o que fez as pessoas ficarem na cidade velha, é a vista deslumbrante que temos? É incrivel ter um panorama assim. Estavamos no final do dia, como pode ver nas fotografias, e apesar disso, o nosso olhar conseguia ver até muito longe. Percebe-se logo o interesse estrategico de uma localização destas, se ainda por cima lhe juntarmos um rio. As pequenas casas brancas, a cidade moderna lá em baixo, o pôr do sol que pinta as nuvens do ceu com mil cores douradas, sem falar na floresta presente por toda à parte: sim, vale mesmo a pena ter que “escalar”o monte para ver isto!

O vale, com a cidade nova

O vale, com a cidade nova

Casa da cidade medieval

Casa da cidade medieval

A cidade conheceu duas enormes catastrofes na sua história, que estragaram, e muito, o seu património: o terramoto de 1755, e as guerras napoleónicas, com as invasões de Massena em 1810. É preciso acreditar que fizeram um esplêndido trabalho de restauro, o castelo é magnifico, adorava o ver quando estava no apogeu do seu esplendor.

Torre do Castelo de Ourém

Torre do Castelo de Ourém

Tenho que pedir desculpa pela fraca qualidade de algumas fotos. Sim porque quando já não se tem bateria com a sua maquina fotografica normal, temos que nos desenrascar com o télémovel. Até não são assim tão más, para fotos que ainda por cima foram tiradas no final do dia, com pouca luz. Tenho que admitir que a majestade do sitio ajudou muito para fazer fotos correctas.

Castelo de Ourém

Castelo de Ourém

Iluminação do Castelo de Ourém

Iluminação do Castelo de Ourém

Acho o castelo muito bonito, ao cair da noite, com a iluminação. Acho que este monumento, com o pôr do sol, tem qualquer coisa de mágico. Há que ter cuidado apesar de toda a magia quando se passeia nas torres: não existe qualquer tipo de proteção, uma queda do alto de uma das torres seria fatal de certeza. Outras partes do castelo, como a torre de menagem, não estão tão bem conservadas como as duas torres que podemos ver hoje, construidas por volta de 1450.

O telhado já não existe...

O telhado já não existe…

Paredes da torre de menagem

Paredes da torre de menagem

Os telhados de madeira desapareceram, e não seria uma fortuna incrivel que de por outra vez um telhado ao castelo, para por exemplo permitir a revalorização do espaço, transformando-o em museu. Enfim, digo isto, mas eu sou partidário das reconstruções de antigos monumentos, respeitando a arquitetura original, claro, em vez de ter um monte de ruinas, mesmo bem conservadas.

Torre de menagem

Torre de menagem

A torre de menagem é apesar de tudo fantástica, perco-me em superlativos desde o principio deste artigo. A passagem que pode ver à esquerda era, ao que se diz, uma antiga passagem secreta. Este castelo possui uma caracteristica única em Portugal: a utilização de tijolo encarnado, um pouco ao estilo de Veneza.

Tijolos encarnados da torre

Tijolos encarnados da torre

O castelo é majestoso

O castelo é majestoso

Antiga passagem secreta?

Antiga passagem secreta?

Eu não conseguia escolher as fotos da torre de menagem para por aqui, então… escolhi tudo 😀 (ou quase). Tenho poucos fotos de outros sitios do castelo, o que explica as primeiras fotos da Wikipedia. Da próxima vez, está prometido, vou ter muitas baterias para maquinas fotograficas >_< !

Muitas escadas, no monte...

Muitas escadas, no monte…

Também fica prometido, durante as próximas férias, veremos o que fica do outro lado de esta torre. O passeio na cidade velha também era fascinante, não se podia fazer tudo ao mesmo tempo :/ Ourém merece mesmo que se perca por lá um pouco de tempo. Se um dia for a Fatima, saiba que o santuário faz parte do concelho de Ourém, não fica nada longe, merece sem duvida um pequeno desvio 😉

Horta, no meio da cidade medieval

Horta, no meio da cidade medieval

Repare por exemplo nesta casinha, logo ao lado do castelo, com a torre sineira da igreja ao fundo, por detrás da arvore: eles fazem crescer as couves no meio da cidade antiga, assim, sem mais nem menos. Como se fazia muito certamente na Idade Média. Pergunto-me que idade tem o muro que separa a casinha da horta do vizinho…

Entrada da cidade velha medieval

Entrada da cidade velha medieval

Uma das portas principais da antiga cidade medieval, que parece tão pequena nestes muros tão imponentes.

nome de rua

Nome de rua

O nome das ruas, sempre tão orgulhasamente indicado nas suas placas de pedra.

A entrada da cidade velha :)

A entrada da cidade velha 🙂

A porta da cidade velha, vista do interior. Os carros passam por aqui, sem problemas. As pessoas vêm até aqui com os seus vehiculos, sem problemas, apesar do declive muito pronunciado (somos forçados de meter a primeira mudança!). Dá para notar a porta da garagem à esquerda da foto, o que demonstra bem que por aqui, os carros passam.

Pequena praça

Pequena praça

Na cidade velha fica a igreja da Colegiada. Não consegui entrar na igreja, já estava fechada por estas horas tão tardias. É pena, porque é uma igreja reconhecida pela sua cripta. Mais uma coisa que vamos ter que fazer nas próximas férias… Admirarei sempre o incrivel esforço que deve ter sido necessario para construir estes edificios, em lugares tão altos e inacessiveis.

Igreja da Colegiada

Igreja da Colegiada

Igreja da Colegiada

Igreja da Colegiada

Entrada do cemitério

Entrada do cemitério

A entrada do cemiterio, com as suas paredes que já foram brancas. Acho engraçado pensar no cortejo funebre e o carro que têm que subir o monte, em primeira… peço-me como é que eles fazem? Repare nos pormenores da porta de ferro do cemiterio, onde pode ver as diferentes ferramentas que serviram para torturar Jesus.

As ferramentas de tortura

As ferramentas de tortura

O cemitério com as suas antenas de télémóveis

O cemitério com as suas antenas de télémóveis

O cemiterio está impecavel. Tenho as minhas duvidas em relação às antenas de telefonia diversas que podemos encontrar logo ao lado do cemiterio, que pode ver na foto. Sabemos que os mortos não se arriscam muito com um cancro, mais… é feio e principalmente fora de contexto. Enfim… talvez não para aqueles que querem telefonar.

Antiga casa nas muralhas

Antiga casa nas muralhas

Existe bastante casas em mau estado na cidade velha de Ourém. Se bem percebo, esta casa foi construida directamente na muralha?

Urinóis publicos

Urinóis publicos

Uma pequena pausa no meio de tantas pedras velhas: aqui esta um urinol na mais pura tradição salazarista do que era “bem publico”. São urinois de marmore, pedra comum na região. Achei bem praticos estes urinos publicos na cidade velha!

Pequena rua da Idade Média?

Pequena rua da Idade Média?

Nas paredes, nota-se a presença discreta de azulejos. As persianas das janelas estão no interior das casas, o que afinal até é boa ideia, não somos obrigados a abrir as janelas para fechar as persianas e fazer entrar o frio pela casa dentro.

Pequeno jardim na cidade velha

Pequeno jardim na cidade velha

A tranquilidade perto da fonte

A tranquilidade perto da fonte

Esta pequena praça, com a sua fonte e a fantastica vista panorâmica que se adivinha na foto convida ao descanso, é certo. Gostei dos passeios em zigue zague, mas é um pouco frustrante quando estamos acostumados ao caminho mais curto. Há que ser bom jogador 🙂

Antiga arvore na praça, frente à igreja

Antiga arvore na praça, frente à igreja

Uma porta de entrada...

Uma porta de entrada…

Os luminários fazem uma atmosfera muito agradável à cidade velha de Ourém

Os luminários fazem uma atmosfera muito agradável à cidade velha de Ourém

Se quiser ver esta cidade e aproveitar a grande tranquilidade que lá existe, aconselho-vos a Pousada de Ourém, que fica na cidade velha, construida numa antiga casa medieval, mas com todo o conforto moderno. Dizem que nota-se do miradouro o santuário de Fatima e o esplendido Vale da Ribeira do Rio Seiça, vale a pena!

Tags: , ,

3 comentários para “Cidade velha e castelo de Ourém”

  1. carlos figueiredo dit :

    Visitei pela 1ª vez o castelo no passado dia 2 do corrente mês , e só tenho uma palavra a dizer ” EXTRAORDINÁRIO ” .

  2. João Pereira dit :

    É a minha cidade, que mais poderei dizer? Linda, como antigamente!

  3. ida figueira dit :

    Efetivamente … Extraordinário!
    Já subi algumas vezes até lá acima, mas nunca me deu para visitar…parei o autocarro e lá fiquei a descansar, nunca me apercebendo de tão bela vila medieval.
    Quando lá for novamente … vou imaginar que nunca lá tinha estado.

Deixar um comentário